Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Brincadeiras para aula de Baby Class

Recursos Didáticos – Brincadeira é coisa séria! A brincadeira deve ser valorizada pois é através dela que se constrói os conceitos lógicos-matemáticos: quantidade, tamanho, distância, etc. A brincadeira diverte e educa através de jogos, dancinhas, concursos, grupinhos, histórias, etc.
1-Técnica Significa fazer bem feito o que aprendeu, libertando energia física e emocional. Deve ser considerada em último plano, pois é conseqüência do trabalho de base.Deve ser exigida somente a partir dos 9 anos mais ou menos.
2-Esquema corporal Ensinar as diferenças e a importância de cada parte do corpo, explicando que podemos mexer com os dedos sem mexer com as mãos etc. Ex: – as crianças sentadas no chão deverão mexer com cada parte de seu corpo independentemente, começando pelos dedos dos pés e ir subindo até tomar todo o corpo.
3-Ritmo/Musicalidade Cada criança tem um ritmo próprio que dever ser respeitado. O professor deve despertar a musicalidade utilizando a música durante as brincadeiras. Ex: – em roda…

A importância dos exercícios de Ballet na Barra!

Pode parecer como um simples de aquecimento ou um conjunto de exercícios, na verdade, o trabalho que você faz no ballet, na barra é a base para todos os outros trabalhos que você faz como bailarino. O trabalho na barra não só desenvolve suas habilidades de ballet, mas acrescenta no seu desenvolvimento em qualquer outro tipo de dança que você fizer. Plies
Nos exercícios de barra, como você já pode ter notado, segue um padrão de progressão mais lenta com movimentos básicos com mais velocidade e dinâmica. Embora o plié é quase sempre o primeiro exercício da barra que você faz, não é para ser ignorado! Os plies são, de fato, um dos mais importantes – se não o mais importante – exercício que você pode fazer.
Os exercícios de Plies são geralmente uma combinação de demi-plies e Grande plies, de modo que você dobre os joelhos, você está ensinando as virilhas a girar para fora, seus tornozelos para resistir à queda, seus pés para fazer relevé, e seu tronco para ficar levantado. Ainda parece um si…

Os problemas de quem usa a sapatilha de ponta e suas soluções

Usar as sapatilhas de ponta pode ser complicado. Encontrar uma sapatilha de ponta que se encaixa no pé adequadamente pode levar algum tempo. Depois de encontrar a sapatilha de ponta certa para seus pés, você pode precisar fazer alguns ajustes, a fim de encontrar o ajuste perfeito. Veja os cincos problemas e soluções para você que usa a sapatilha de ponta: 1. Dor no dedão Se você está sentindo dor no dedão do pé ou as unhas estão ficando machucadas, primeiro cheque para verificar se a sapatilha não está pequena ou larga demais. Uma vez que você tem certeza que o ajuste está correto, tente as seguintes técnicas: • Gel ou Espuma Almofada: Coloque um pequeno protetor de espuma ou gel debaixo de seu dedão do pé. O protetor deve ser suficientemente grande para chegar ao topo de sua unha. 2.Segundo dedo do pé grande Se o seu segundo dedo é maior que seu dedão do pé, coloque um pedaço de gel ou espuma na ponta de seu dedão para ficar do mesmo comprimento que o segundo dedo do pé. 3. Dor noJoanet…

Como escolher a sapatilha de ponta??

Os sapatos de ponta tornam-se algo mais pessoal para cada bailarina, na medida em que constatamos que casa uma possui características anatômicas particulares, facilidades e dificuldades no desenvolvimento do trabalho, distintas e mesmo a maneira de assimilar e operacionalizar a técnica é particular de cada um. Daí a necessidade de adaptar as sapatilhas personalmente, da melhor forma possível, pois ela será o complemento vital no trabalho de elevação, na técnica do Ballet Clássico. Para que o trabalho possa desenvolver-se produtivamente, a sapatilha deve ser adaptada como uma luva, de tal forma que contribua com a mobilidade do pé, sem causar dor excessiva e tensão para que o movimento não se veja amarrado, artificial, mecânico. Se estas particularidades não são observadas, o trabalho desenvolvido em cima de dor acarreta o sério risco da técnica tornar-se até mesmo prejudicial à saúde. Pois, se de forma errada a aluna de dança tentar compensar o incômodo, transferido o eixo de sustentaçã…

Histórico da Sapatilha de Ponta

“Point Shoes” – “Sapatos de Ponta” Pointe ou (point) – Dançar na ponta, quer dizer, na extremidade da ponta dos dedos. Existe uma terminologia distinta entre sur La pointe “sobre a ponta” (em toda ponta) – à trois quartes… “Erguer-se sobre os dedos flexionados” – à demi = “no arco do pé” – à quart = “no arco todo do pé, com alta elevação dos calcanhares”. Historiadores discordam a respeito de quem foi a primeira bailarina a elevar-se e aparecer nas pontas. O primeiro crítico, Castil-Blaze, cita o fato de Mlle. Gosselin (1818), em posição de elevação “por alguns minutos” nas pontas. Istomina também disse ter dançado “completamente sobre as pontas”, depois de 1820. Waldeck, datando de 1821, mostra F. Bias em “Flore et Zéphyre” nas pontas. Em Milão e Viena, A. Brugnoli ficou admirado pela técnica de pontas que ela apresentava, isto ainda no ano de 1820. Marie Taglione eleva-se dançando nas pontas, como virtuosa façanha, para expressar as imagens fantásticas, sublimes, e poéticas de um compos…

Top 7: Os mais populares ballets de todos os tempos

Top 7: Os mais populares Ballets de Todos os Tempos Saiba quais os ballets mais apresentados em festivais de dança nas academias e nos festivais competitivos. 1. O Quebra-Nozes
Composto por Tchaikovsky em 1891, este clássico é o ballet mais executado da época moderna. Começou em 1944, quando a primeira produção de O Quebra-Nozes foi realizada na América pelo San Francisco Ballet. Desde então, tornou-se uma tradição a se realizar durante as férias. Este ballet, tem algumas músicas bem conhecidas, e a sua história traz alegria para as crianças e adultos. 2. O Lago dos Cisnes
O Lago dos Cisnes é o mais tecnicamente e emocionalmente desafio de balé clássico para uma bailarina. Sua música excedeu em muito o seu tempo, fazendo notar em muitos dos seus executantes que era um ballet muito difícil e complexo para a dança. Desconhece-se muito de sua produção original, mas a produção revista pelos coreógrafos famosos Petipa e Ivanov é a base das muitas versões que vemos hoje. O Lago dos Cisnes será s…

Como fazer um Detiré?

Como fazer um Detiré? O detiré é um ótimo passo para mostrar flexibilidade. Requer prática, e muito alongamento. Se alongue todos os dias para se acostumar e uma vez que estiver bastante flexível e aquecido, siga estes passos:  - Segure-se em uma barra, uma cadeira, uma parede ou em outra pessoa para manter o equilíbrio.  - Faça um developpé (clique aqui para saber como se faz) até o joelho.  - Alcance em torno de sua perna e agarrar seu tornozelo. Lentamente, estenda o joelho.  - Mantenha a posição por alguns segundos, certificando-se que seus quadris estão encaixados e seu tronco reto. Não se esqueça de esticar o pé!

Como fazer um Developpe?

O developpé é um movimento de grande desdobramento que exige boa flexibilidade. Começam na quinta posição com a sua mão segurando a barra levemente para o equilíbrio. Eleve a perna, permitindo que o seu dedo esticado descanse no seu tornozelo da perna de apoio. Certifique-se de seus dedos estão esticados. Vai deslizando os seus dedos até chegar no seu joelho. Levante a perna de forma suave e graciosa. Estenda a perna suavemente, lentamente esticando o joelho. Mantenha as costas retas e seus dedos do pé esticados e firmes. Mantenha sua perna ainda na posição en dehors e desça lentamente para terminar o movimento na quinta posição.